Golpista em Paiçandu já age a anos na cidade

Leandro Ricardi no Show da manhã, juntamente com o Agnaldo Cândido alertam sobre um golpista na cidade de Paiçandu, que há anos, está aplicando sua farsa a população. A denúncia foi feito por uma moradora, no programa da rádio. Entenda o caso aqui, o Paiçandu Blog News detalha como o sujeito age com as pessoas. Fiquem em alerta.

Um dos artigos mais conhecidos do  Código Penal Brasileiro é claro o 171, inclusive é de praxe chamar de “171″ aquele indivíduo que gosta de levar as pessoas no papo. O texto é claro: ” Obter, para si ou para outrem, vantagem ilícita, em prejuízo alheio, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil, ou qualquer outro meio fraudulento”.
A cidade de Paiçandu tem seu maior expoente neste quesito, e ele age há anos, como se não houvesse o amanhã…

O fato

Esta semana, na segunda (18) recebemos uma ligação de uma ouvinte no Programa de rádio Show da Manhã, que apresento em parceria com o Aguinaldo Cândido na Radio Pioneira FM,91,3.  Uma ouvinte, moradora do Jardim Monte Carmelo fez o alerta de um golpista que estaria agindo no local. Ao levarmos ao ar os detalhes da “atuação” do meliante, instantaneamente o telefone não parou de tocar e tivemos vários outros testemunhos com detalhes parecidos e sempre com o mesmo personagem.

O golpe

Um rapaz, apresentável,  bate no portão do morador (em alguns casos ofegante em outros relatos, calmo) e diz que está com a esposa grávida (às vezes de gêmeos), ela está passando mal (em alguns casos com a “bolsa estourada”), ele procurou o Hospital da cidade e não teve atendimento (algo fácil de crer). Ele tem o carro (em alguns relatos um Fiat 147) mas não tem gasolina para ir até Maringá. Então pede qualquer quantia para abastecer o possante e salvar as vidas indefesas.  Em quase todas as ligações que recebemos a pessoa ajudou com valores variados de 5, 10, 20 até 40 reais.

Filho de jegue

O rapaz porém, não deve ter uma agenda, ou controle de suas investidas. Uma moradora relatou que só na residência dela, que fica em local estratégico, ele passou “varias vezes nos últimos seis anos”. Na última o marido o “escorraçou”, esbravejando e incrédulo com a tal criança que nunca nascia.

Dependente

Adiante, outra ouvinte que não quis se identificar disse conhecer o rapaz e passou os detalhes:  ele seria dependente químico e não tem carro. Além do que todos os vizinhos sabem da atividade do artista.

Reflexão

O fato em si sucinta uma reflexão: Será que nunca ninguém o denunciou?  Por ser digamos um “crime menor”? Ou a consciência tranquila de ter ajudado, com boa fé, na melhor das intenções faz com que a pessoa não veja como prejuízo? Se assim for a cara descobriu o quinhão e deve faturar muito com isso.

3 comentários:

  1. Carla Suélii disse...:

    Meu pai passou por isso, colocou esse cara dentro do carro e levou ate o posto de combustivel, preste de ser roubado o carro. Por fim ele enrrolou meu pai e conseguiu sair com 15 reias.

  1. Carla Suélii disse...:

    Meu pai passou por isso, colocou o cara dentro do carro e levou ate o posto de combustivel , por fim ele enrrolou meu pai e ainda levou 15 reais.

  1. Anônimo disse...:

    nomeu caso, ele passou por aqui, mas logo percebi que nao era verdade...Pensei que queria dinheiro pra comprar drogas ..e nunca imaginei que ele estivesse agindo assim a anos, pensei que fosse coisa de momento para usar drogas..

 
Blog Leandro Oliveira © 2012 | Designed by DNA HOST